• HidroGeo Perfurações

A Água e o Meio Ambiente

Questões Ambientais


Fator de equilíbrio para os ecossistemas e indispensável no desenvolvimento da humanidade em todos os sentidos: saúde, social e econômico.


Normas e regulamentos

Até um passado recente, a água era considerada uma dádiva da natureza e assim como o ar que respiramos qualquer um poderia utilizá-la à vontade. O mundo mudou, as demandas aumentaram, o crescente desenvolvimento urbano, industrial e agrícola, também responsáveis pela degradação dos mananciais, desencadeou disputas pela sua utilização, levando a necessidade da criação de sistemas regulamentadores e de políticas de gerenciamentos e proteção, surgindo então uma nova definição: “Recurso Hídrico”.


Usos

Os usos dos recursos hídricos estão atrelados diretamente à gestão de recursos hídricos, que atua como um componente regulador da disponibilidade demanda e qualidade dos mananciais de superfície e ou subterrâneos.


Crise

Há alguns anos, organismos internacionais advertem sobre a crise da água no Planeta, a escassez tende a se agravar em muitos países. Embora tais advertências sejam importantes, convém desconfiar da carga de alarmismo que as acompanham, principalmente quando sabemos que juntamente com os sérios problemas da degradação dos mananciais, desperdícios e do mau uso das águas, as afirmações também foram embasados em fontes técnicas que jamais computaram os mananciais subterrâneos (maior fonte de água doce disponível à humanidade), somados a influência de políticas ideológicas e interesses de grandes usuários.



Aquecimento Global

Os desmatamentos, os usos indiscriminados do solo e o CO2 produzido principalmente pela queima de combustíveis fósseis e queimadas atingem níveis muito elevados.

É, portanto, uma questão muito importante e merece toda atenção e cuidado.

Mas, não é razoável supor que os fatores ambientais que sempre guiaram o clima, durante toda a história da terra, deixaram de existir – e nós agora, somos os únicos e grandes causadores.


Consciência ambiental

Na década de 1970 tiveram inícios os grandes movimentos a favor da proteção ambiental. Até aquela época, a maioria das pessoas praticamente desconheciam as preocupações com o meio ambiente.


Em 1971 surgiu o primeiro movimento ambientalista conhecido a nível mundial, o “Greenpeace”.

A década de 1980 foi marcada por amplas discussões a nível mundial sobre mudanças de comportamentos.

Em meados da década de 90 praticamente toda a sociedade começou criar uma consciência sobre a proteção do meio ambiente e também foram criadas normas e legislações ambientais.


Extremismos

Nas 2 últimas décadas surgiram muitos ativistas e movimentos ambientalistas, alguns extremistas, alguns sem fundamentos na ciência e na lógica, outros que praticamente são contra tudo baseado no medo e na desinformação, existem também os migrantes de movimentos ideológicos políticos, que aprenderam a usar o termo “Proteção ambiental” para defender seus interesses e projetos, o que muitas vezes tem mais a ver com anticapitalismo do que ecologia.

Estes movimentos influenciam muito as políticas públicas.

Estão fazendo mais mal do que bem.

Nesta linha, surgiram muitas hipocrisias ambientalistas, no caso específico das águas subterrâneas, setores interessados em proteção de mercado aproveitam o desconhecimento da sociedade para impedir o direito de acesso e os usos destes mananciais alegando interferências no meio ambiente e ou proteção da saúde pública.



Equilíbrio

Não é mais possível desenvolvimento sem proteção ambiental.

Há que se lutar pelo equilíbrio das necessidades das pessoas com a proteção do meio ambiente – sustentabilidade. Investimentos em novas tecnologias na produção industrial e agrícola e novas alternativas de fontes de energia são os grandes desafios para as próximas décadas, associada a mudanças de comportamento perante aos resíduos produzidos em todos o níveis, e alternativas como reciclagem, reusos e tratamento de todo e qualquer efluente antes do despejo na natureza.

Há que se tornar possível às pessoas do campo e da cidade, às atividades agrícolas, industriais, etc., a vencer desafios ambientais. Afinal, é da soma dos esforços de todos que resultam na produção de alimentos, de produtos e serviços que tornam possível uma civilização cada vez mais saudável.


Sobre o futuro

Não vai faltar água no planeta. Preservar não significa proibir o uso, mas sim saber utilizar.

As tecnologias produtivas estão ficando limpas, mais verde – e as pessoas estão cada vez mais conscientes sobre as questões do meio ambiente.

4 visualizações

Tire suas Dúvidas

- É verdade que existe uma lei que proíbe a perfuração de poços artesianos?

- Quanto custa a perfuração de um poço artesiano?

- Onde perfurar um poço?

- Quais as vantagens em contratar um poço com a HidroGeo?

Nossos Serviços.

POÇOS TUBULARES

POÇOS PROFUNDOS 

Rua Berto Cirio, 979
Bairro São Luis, Canoas – RS
Telefone: (51) 3052-3000
hidrogeo@hidrogeo.com.br

  • Facebook HidroGeo
Contate nos.